Segundo Indice Nacional de Preços ao Consumidor, hove deflação em agosto Featured

26 Setembro 2018 Written by 
Published in Fecomercio

dolar

A Inflação Oficial do Brasil, indicador conhecido também como IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo medida, mensalmente, pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística apresentou variação de -0,09% em agosto de 2018, bem abaixo da taxa de 0,33% registrada em julho e 1,26% em junho. No acumulado do ano chegou a 2,85% e a soma dos últimos 12 meses atingiu 4,19%. Segundo o analista da FECOMERCIO-PI Raimundo Paz a Inflação do mês de junho de 2018 (1,26%) por causa da greve dos caminhoneiros sozinha foi praticamente igual a soma dos índices de janeiro a maio (1,33% ). No mês de maio com o início da greve houve um desabastecimento de produtos principalmente da cesta básica que gerou uma inflação de 0,40% perdendo um pouco a tendência da baixa inflação, mas graças as habilidades das duas partes (governo e grevistas) a inflação foi alta só no mês de junho e no mês seguinte (julho ) baixou para 0,33% continuando com tendência baixista. O Presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Piauí Valdeci Cavalcante que representa 95.000 mil empresas e mais de 200 mil empregados nos setores de Comércio e Serviços ficou animado com o retorno da baixa inflação porque, segundo ele, a inflação aumentou apenas nos meses da greve, mas a economia brasileira é fácil de se recuperar no momento de uma crise.

infla

Fonte: IBGE

Elaboração: INSTITUTO FECOMERCIO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO – IFPD

Neste mês a inflação deu um resultado negativo (deflação) puxado pela variação do grupo transporte ( - 1,22%). Os grupos de produtos e serviços que tiveram variação positiva foram artigos de residências (0,56%), saúde e cuidados especiais (0,53%), habitação (0,44%), despesas pessoais (0,36%), educação (0,25%) e comunicação (0,03%). Já os índices negativos na formação do IPCA de agosto foram os grupos transporte com – 1,22% e o grupo alimentação – 0,34%.

As frequentes desvalorizações da moeda que está chegando a valores acima de R$ 4,00 reais para cada Dólar deve se, principalmente a recuperação da economia dos Estados Unidos por causa da mudança de rumo de sua política monetária. É evidente que os produtos importados como matérias primas industriais tipo trigo para produzir o pãozinho, bem como brinquedos eletrônicos ficam mais caros a medida que o dólar é valorizado.

A base principal no cálculo da Inflação são as famílias com rendimentos monetários de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte de rendimento.

A Pesquisa não é realizada em todos os Estados Brasileiros, só atingem as 10 regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Fortaleza, Salvador Recife, Belém e Goiânia. Além de Brasília, Vitória e Campo Grande.

Inflação é assim, a moeda vai perdendo o poder de compras. Se uma pessoa possuía R$ 1000,00 em janeiro de 2018, oito meses depois (agosto )ele só passa a valer R$ 971,50, ou seja 2,85% a menos.

Read 1662 times
Rate this item
(0 votes)

Endereço

Endereço:
Av. Campos Sales, 1111, Centro/Norte, Teresina, PI  
Tel:
(086) 3222-5634
Website:
www.fecomercio-pi.org.br
Email:
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Quem Somos

O Sistema Fecomercio do Estado do Piauí é a força do Comercio de Bens, dos Serviços e do Turismo nas lutas pelo desenvolvimento do setor terciário e, conseqüentemente, do Estado.

JoomShaper