Print this page

Sesc Piauí inaugura biblioteca-trem em Parnaíba Featured

31 Julho 2021 Written by 
Published in Fecomercio

inalgura01111111

O primeiro vice-presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Valdeci Cavalcante, e o presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac no Piauí, Denis Cavalcante, inauguraram na noite da última quinta-feira (29) a Biblioteca-Trem Maria Dilma Ponte de Brito, localizada na Praça Mandu Ladino, em Parnaíba.

A iniciativa é do Serviço Social do Comércio - Sesc Piauí e homenageia a parnaibana que é professora, poetisa e escritora, além de membro da Academia Parnaibana de Letras (APAL). "É uma alegria inaugurar essa biblioteca que é inédita no país: a primeira sobre trilhos. Esse espaço vai facilitar o acesso aos livros e fomentar a educação e a leitura, homenageando uma grande intelectual parnaibana que é a Maria Dilma", afirmou Valdeci Cavalcante.

Maria Dilma agradeceu a homenagem e lembrou a importância dos livros. "Os livros são alimentos da alma. Eu, que sempre fui frequentadora de bibliotecas, nunca imaginei que um dia teria uma com meu nome. Agradeço a oportunidade de representar um espaço que, além de formar novos leitores, também vai preservar a cultura de nossa cidade", disse.

A biblioteca funcionará de terça a sexta-feira, das 16h às 20h, e aos sábados e domingos das 16h30 às 20h30. O acervo é de 1.080 livros, contendo títulos da literatura infantojuvenil, infantil e de autores parnaibanos. Por conta da pandemia, inicialmente, o acesso à biblioteca será reduzido.

Logo em seguida, no Castelo de Eventos, ocorreu a posse do escritor José James Gomes Pereira como terceiro ocupante da Cadeira nº 09 da Academia Parnaibana de Letras, que tem como patrono R. Petit. O evento fez parte da comemoração dos 38 anos da APAL.

Sobre Maria Dilma Ponte de Brito

Nascida em Parnaíba (PI) em 08 de setembro de 1953, Maria Dilma é cronista, poetisa, dramaturga, jornalista e professora. Pós-graduada em Administração de Empresas, bacharela em Direito e mestra em Educação.
Foi servidora do Serviço Social do Estado e do Banco do Brasil, trabalhando nas cidades de Luzilândia, Piripiri e Parnaíba onde também exerceu a profissão de professora.
Ministrou aulas da alfabetização de adultos até o ensino universitário na UFPar, UFPI e UESPI. Também foi presidente da Cooperativa Artesanal Mista de Parnaíba.
Desde muito cedo cultivou o gosto pela leitura e escrita, o que lhe levou a publicar cinco obras: Histórias de Marilu, Assim é a vida, Vou te contar, Lero-lero e O Quinto.
É membro da APAL, da Academia de Ciências do Piauí, do Instituto Histórico Geográfico e Genealógico de Parnaíba e da Academia Piauiense de Trovas.



Read 235 times Last modified on Sábado, 31 Julho 2021 11:54
Rate this item
(0 votes)